sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Casal de amantes é preso por matar pacientes na Itália


Um anestesista italiano e sua amante foram presos em Milão na última terça-feira (29) por terem matado voluntariamente ao menos 5 pessoas com abuso de medicamentos em um caso que está chocando a Itália. 
Leonardo Cazzaniga, de 60 anos e que se auto-intitulava o "anjo" e o "doutor" da "morte", é um ex-anestesista do hospital da cidade Saronno, na região da Lombardia, que decidiu "aliviar" a dor de alguns de seus pacientes terminais mais velhos aplicando neles o "protocolo Cazzaniga", ou seja, administrando um mix letal de medicamentos intravenosos formado por remédios como, midazolam, morfina, clorpromazina, promazina e propofol.
Segundo as investigações preliminares, que duraram dois anos e meio, os assassinatos foram cometidos pelo anestesista e pela sua amante e cúmplice, Laura Toroni, de 40 anos, que também trabalhava no mesmo hospital como enfermeira.

Nenhum comentário: