quinta-feira, 11 de maio de 2017

'Nunca tive intenção de comprar triplex', diz Lula em depoimento

Manifestantes a favor do ex-presidente
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva negou em depoimento nesta quarta-feira (10) que seja dono do triplex no Guarujá, em São Paulo. Segundo denúncia do Ministério Público Federal (MPF), ele recebeu o imóvel como parte de propina paga pela OAS por contratos com a Petrobras. "Nunca tive a intenção de adquirir o triplex", disse Lula ao juiz Sérgio Moro, negando ter ocultado o apartamento. "Eu não solicitei, não recebi, não paguei nenhum triplex. Não tenho".
"Fui lá ver o apartamento, coloquei 500 defeitos no apartamento, voltei e nunca mais conversei com o Leo (Pinheiro, ex-presidente da OAS) sobre o apartamento", garantiu o ex-presidente. Moro então questionou Lula sobre uma visita ao imóvel feita pela mulher do petista em 2014, época em que Lula diz que já havia desistido da compra do imóvel. "Eu não sabia que tinha tido visita. Não sei se o senhor tem mulher, mas nem sempre ela pergunta para a gente o que vai fazer", afirmou Lula sobre Marisa, morta em fevereiro deste ano. 
"Eu estou sendo julgado pelo que fiz no governo, pela construção de um power point mentiroso, que é ilação pura", disse, afirmando também que quem fez o power point desconhece política e queria provar que o PT é uma organização criminosa e ele, o chefe. A fala foi em referência aos procuradores do MPF. Segundo ele, seu governo não pode ser julgado e ele já teria sido julgado duas vezes pelo povo brasileiro - quando se elegeu.
Moro perguntou sobre a rasura no documento de compra da unidade no prédio - o número 144, da unidade pela qual o casal Lula pagou, aparece escrito sobre o número 174, o do triplex. "Não sei, quem rasurou? Eu também gostaria de saber", diz.
Lula disse que a Lava Jato é uma "caçada jurídica". "Estou sendo vítima da maior caçada jurídica que um presidente ou político brasileiro já teve ", afirmou, já em suas declarações finais.

Correio

Nenhum comentário: