terça-feira, 11 de julho de 2017

Alvo da Operação Adsumus, ex-prefeito de Santo Amaro se apresenta à PF e fica em silêncio

Operação da Polícia Federal cumpriu mandados na Bahia (Foto: Divulgação/Polícia Federal)

O ex-prefeito de Santo Amaro, na região metropolitana de Salvador, Ricardo Machado, alvo de um dos oito mandados de condução coercitiva da 5ª fase da Operação Adsumus, se apresentou na tarde de segunda-feira (10), na sede da Polícia Federal (PF), e optou por exercer o direito ao silêncio em todas as perguntas feitas pela polícia e pelos promotores de Justiça.
A informação é do Ministério Público da Bahia (MP-BA) e foi divulgada a pedido do G1 nesta terça-feira (11). O ex-prefeito de Santo Amaro chegou a se apresentar na sede da Polícia Federal no dia 7 de julho, um dia depois da operação ter sido deflagrada, mas o depoimento acabou sendo remarcado para a segunda-feira. No dia exato do cumprimento dos mandados, Ricardo Machado não tinha sido localizado em casa pelas equipes da Polícia Federal e do MP.
A 5ª fase da Operação Adsumus pretende desarticular um suposto esquema criminoso de desvio de verbas públicas, fraudes à licitação, corrupção e lavagem de dinheiro que envolvia a prefeitura de Santo Amaro e três núcleos empresariais.
No dia da deflagração dos mandados de condução coercitiva, foram cumpridas três das ações. O MP relata que foram localizados o empresário Manoel Andrade Barreto; a irmã dele, Sueli Andrade Barreto; e o ex-secretário de saúde e sobrinho do empresário, Marcelo Barreto Otero.
No dia seguinte à operação, além do ex-prefeito, três alvos dos mandados se apresentaram na sede da PF. São eles: o ex-secretário de Administração e Obras, Luis Eduardo Pacheco; a esposa dele, Tatiane Leite Moura; e o ex-vice-prefeito, Leonardo Pacheco.

G1 bahia

Nenhum comentário: