terça-feira, 18 de julho de 2017

Salvador: Motorista que matou ex-namorada no Uruguai disse à polícia que ouvia vozes

Casal postou foto com declarações de amor um mês antes do crime (Foto: Reprodução/Facebook)

O motorista José Carlos Lopes Júnior, 35 anos, responsável pela morte da ex-namorada Luana Fernandes Hungria, no dia 11 de julho, no bairro do Uruguai, preso após se apresentar no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) na manhã desta segunda-feira (17), alegou que estava ouvindo vozes que diziam que sua ex-namorada o traía há pelo menos dois meses. No departamento, ele confessou o crime e deu detalhes de como o planejou.
Em depoimento, Júnior contou que nos dias que antecederam o crime, ele esperou Luana sair do trabalho, que ficava na região dos Mares, por volta das 11h30, e a seguiu até o Uruguai, onde ela residia. Para o motorista, o relacionamento não havia acabado e ele estava apenas tentando conversar com ela, depois de uma briga no final de semana.
No dia do crime ele fez o mesmo roteiro, mas dessa vez o ex-namorado havia pedido uma moto e uma arma emprestados a um amigo que, segundo ele, pratica ações delituosas. Depois de matar Luana, ele disse que teria devolvido tudo ao amigo. Júnior se recusou a identificar o amigo.
Para a delegada Pilly Dantas, titular da 3ª Delegacia de Homicídios (3ªDH/BTS), a revelação dele de que estava ouvindo vozes é surpreendente, já que não havia nada em seu comportamento que demonstrasse qualquer insanidade mental.
José Carlos estava foragido desde o dia 12, quando a Polícia Civil solicitou sua prisão. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), ele será encaminhado para o Complexo Prisional da Mata Escura. Quando chegou ao DHPP, por volta das 12h30, José Carlos foi abordado por um dos parentes de Luana, que questionou o por quê do crime. No entanto, ele se manteve cabisbaixo e calado. Segundo a assessoria de comunicação da Polícia Civil, o motorista começou a ser ouvido assim que chegou.

Correio

Nenhum comentário: