terça-feira, 22 de agosto de 2017

Sete entre cada 100 brasileiros sofrem com dor de cabeça; sintoma possui mais de 200 tipos



Dor de cabeça é um problema cotidiano na vida de sete entre cada 100 brasileiros, mas há mais de 200 tipos de dor de cabeça que se manifestam de maneiras diferentes. Algumas dessas distinções e tratamentos específicos foram discutidos na edição desta segunda-feira (21) do Bem Estar.
Como apresentado pelas neurologistas Maria Eduarda Nobre e Thais Villa, um tipo é a cefaleia em salvas, a mais comum nos homens e também a mais dolorosa. Ela se caracteriza por dor intensa, geralmente ao redor de um dos olhos e pode se manifestar até oito vezes no mesmo dia. A pálpebra da pessoa cai, o olho fica vermelho e pode lacrimejar. Nesses casos, analgésico não resolve. A pessoa precisa se tratar com medicamentos específicos, prescritos por um neurologista. Segundo as especialistas, outro procedimento recomendado é a inalação de oxigênio ou até cirurgia para quem sofre de cefaleia em salvas crônicas.
Caracterizada pela dor de cabeça, a enxaqueca não é sintoma, mas sim uma doença própria. Nesse caso, ela costuma disparar com alguns gatilhos como o sono, estresse, TPM, jejum prolongado, mudança de temperatura e estímulos externos. De acordo com as neurologistas, quem tem enxaqueca produz menos endorfinas e o cérebro processa as emoções, sentimentos, dores e estímulos externos de forma mais intensa.

Bahia Noticias

Nenhum comentário: