segunda-feira, 30 de abril de 2018

Diego lamenta agressões no Rio diz que não pensou em deixar o Fla

Diego lamenta agressões no Rio diz que não pensou em deixar o Fla

Principal alvo das críticas da torcida do Flamengo nas últimas semanas, o meia Diego foi um dos protagonistas da boa vitória do time sobre o Ceará por 3 a 0, neste domingo (29), em Fortaleza. E ao contrário do que se viu no Rio de Janeiro, onde o elenco foi agredido por rubro-negros, o cenário foi de pura sintonia na capital cearense.
Após a partida, Diego falou pela primeira vez sobre o episódio violento do embarque da última sexta-feira (27) e rasgou elogios para a torcida no jogo em Fortaleza.
"[A confusão de sexta] Não vai mudar. Eu amo esses torcedores. Jamais vou esquecer os momentos que me proporcionaram. Não foi uma quase agressão, houve agressão. Mas não podemos generalizar. A torcida do Flamengo é maravilhosa. Gostaríamos de corresponder. Nem sempre conseguimos. Podemos errar na pontaria, mas jamais por omissão. Temos que botar a cara e lutar para que existam outros dias como o de hoje. A torcida deu uma aula hoje de como apoiar. Mais que merecido para eles", declarou o sempre diplomático meia.
Diego ainda manteve o tom polido, sem entrar em polêmicas, e disse que jamais pensaria em deixar o Flamengo por conta da cobrança violenta da torcida carioca.
"Em momento nenhum pensei em deixar o Flamengo. Quando escolhi vir para cá, eu sabia de tudo. Do carinho, do prazer. É um sonho que estou realizando. Se tiver que andar escoltado, eu e meus familiares, para vestir essa camisa, vou me sentir cômodo. É um clube maravilhoso. Em momento nenhum pensei em deixar esse clube", reforçou.
Abraçado pelos torcedores da capital cearense, Diego comandou, ao lado de Vinicius Júnior, a vitória por 3 a 0 no Castelão. Ao marcar o último gol da partida, ele cruzou o campo na direção dos rubro-negros e foi para os braços dos presentes nas arquibancadas. 

Com informações da Folhapress.

Nenhum comentário: