terça-feira, 7 de agosto de 2018

Homicidas morrem em confronto com a polícia em Trancoso


Dois irmãos, acusados de uma série de assassinatos no município de Porto Seguro, morreram na madrugada desta segunda-feira (6), durante uma troca de tiros com policiais militares, no distrito de Arraial d'Ajuda. Segundo informações do 8º Batalhão, Alisson José de Santana Ribeiro, 24 anos e Josenildo de Santana Ribeiro, 19, que possuíam diversos mandados de prisão em aberto, resistiram a uma abordagem. 
Foram apreendidas duas pistolas ponto40, uma delas de fabricação tcheca e um carro modelo Hyundai HB20, roubado em Eunápolis e cuja placa já estava adulterada. Os irmãos já haviam conseguido fugir de diversos cercos policiais, como o do início de julho, quando o comparsa Nicolas Pinheiro de Jesus (Batata), 19 anos, acabou detido. Mas esta madrugada, ao receber denúncia sobre homens armados circulando em um carro branco pelo centro de Arraial d'Ajuda, os policiais montaram uma operação. No bairro Santiago, um veículo com as mesmas características foi localizado. Houve tentativa de fuga e troca de tiros. 
Segundo o major Anacleto França, comandante do 8º Batalhão de Polícia Militar, os dois irmãos participaram diretamente, somente este ano, de sete homicídios e duas tentativas, todas em Trancoso e com conexão com o tráfico de drogas. O major destaca que os crimes que mais repercutiram na região foram as mortes de dois jovens eunapolitanos de 16 anos, na noite do último réveillon, na Praia dos Nativos, a do suíço Luca Bruno di Giorgi, 54 anos, dono da boate Caverna Mágica, em 23 de fevereiro, e de três pessoas em uma casa de caldos no bairro Maria Viúva, em 18 de abril. Segundo as informações da polícia, com o objetivo de obter o controle da venda de drogas em Trancoso, Alisson, Josenildo e uma quadrilha vinham praticando crimes em sequência. (Radar64)

Nenhum comentário: